top of page

Dona Ivete no Senado, Luciano Hang candidato e Kennedy Nunes vice na chapa de Jorginho Mello.



Senadora Ivete Appel da Silveira

Sem acenar nenhuma vez neste sentido desde que foi eleito há três anos, o senador Jorginho Mello (PL) já decidiu que em março vai querer licença e permitir que Dona Ivete Appel da Silveira (sua primeira suplente) assuma interinamente. Não será na totalidade do tempo da licença que vai lhe permitir dedicação integral à sua campanha para governador. A outra metade do tempo será para seu segundo suplente, o ex-prefeito de Imbituba Beto Martins.

Estratégia

O fato de o MDB estar dividido em relação ao seu candidato ao governo foi a chama que acendeu a decisão de Jorginho Mello (PL). Dário Berger será candidato do PSB, possivelmente com o apoio do PT para dar palanque ao ex-presidente Lula. O presidente Celso Maldaner já se transformou em cabo eleitoral do prefeito de Jaraguá do Sul, Antídio Lunelli, o único que sobrou. Contudo, Lunelli não tem o apoio da maioria do diretório e muito menos da bancada estadual, que é o segmento mais influente do partido. Com este gesto de oportunizar Dona Ivete ser senadora interina, Jorginho espera receber a simpatia dos emedebistas de Joinville. Este colunista só votou em Jorginho Mello para senador só porque sua primeira suplente era Dona Ivete. Aliás, só se elegeu senador graças a Dona Ivete e aos votos de Joinville, onde poucas esteve e por pouco tempo.

Senador Luciano da Havan

Ninguém duvida que Luciano Hang vença a eleição para a única cadeira de senador em disputa na eleição deste ano. Ele será imbatível e certamente fará mais votos do que muitos candidatos a governador - ou até mesmo mais do que qualquer um deles. Hang já comunicou ao presidente Bolsonaro de sua decisão. E mais: já está em campanha. Outra decisão tomada é que será candidato a senador por um pequeno partido que não tenha candidato ao governo estadual. Ele não quer apoiar ninguém em respeito aos outros. Só Bolsonaro.


Vice-governador

A candidatura Hang vai provocar efeitos colaterais em outros partidos. Raimundo Colombo vai insistir em voltar ao governo e descartar seu retorno ao senado. Kennedy Nunes já se lançou candidato a senador, mas certamente vai recuar. Como não será candidato à reeleição e nem a federal (A Igreja Assembleia de Deus já está fechada com apenas um candidato, que é de Blumenau e filho de um influente Bispo) o destino político de Kennedy será o de candidato a vice-governador. Provavelmente de Jorginho Mello. Aliás, todos deveriam ter interesse em ter um vice de Joinville, o maior colégio eleitoral do Estado. Dos nomes disponíveis, Kennedy é o favorito.

Dominó

O Sindicato dos Radialistas de Joinville e Região está organizando um torneio de dominó dia 19 de fevereiro. O troféu é uma homenagem ao radialista Cacá Martan, que era um exímio “dominozeiro”. O senador Esperidião Amin vai se inscrever. Seu parceiro deverá ser seu velho amigo João Francisco da Silva, jornalista de Joinville.

Chister Neto

Perdemos um grande amigo. O engenheiro Henrique Chister Neto foi derrotado numa batalha contra um câncer aos 74 anos. Sempre de alto astral, grande cozinheiro e irmão dos amigos, Henrique foi secretário de obras do governo Freitag, presidente da Companhia Águas de Joinville na administração Tebaldi e presidente do Centro de Engenheiros e Arquitetos de Joinville (CEAJ).

Fila na saúde

O apresentador de TV Wagner Dias revelou em sua rede social que em 2018 precisou de uma consulta com um cirurgião pelo SUS. Seu número na lista de espera foi 2.200º. Como estava demorando muito, ele foi conferir sua classificação, pensando que, passados três anos, sua posição na tabela estaria entre os classificados para a Libertadores da América 2022. Descobriu que está em 3.200º lugar na lista.

40 milhões de dólares

Revelação do colunista e comentarista de TV de São Paulo Mauro César: um time norte-americano ofereceu US$ 40 milhões pelo Gabriel Sara e que o São Paulo não aceitou. Para se ter uma ideia, Everton Cebolinha (seleção brasileira e destaque do Grêmio) foi vendido por 20 mil euros para o Benfica. A família do jogador mora em Joinville.

Zoe Martinez

A cubana mais famosa do Brasil morou três anos em Joinville com seus pais. Sua irmã mais nova nasceu em Joinville num dia chuvoso. Comentarista de um programa de TV e com milhares de seguidores nas redes sociais, Zoe é linda e competente bolsonarista.

Chances

Para conseguir uma vaga na Série D, o JEC “apenas” precisa terminar o campeonato catarinense atrás de Avaí, Figueirense, Brusque, Criciúma e Chapecoense. E terminar na frente de ...

Dudu 2022

O repórter Dudu Silva (89,5FM) em nova fase em 2022. Deixou de ser empregado de uma empresa que atua na terceirização na construção civil para ser sócio de outra que atua no mesmo segmento. De empregado a patrão. Em 2022, o técnico do JEC Futebol 7 foi convidado para ser auxiliar-técnico da seleção brasileira da mesma modalidade.

911 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page