top of page

Vereadores apresentam relatório na Alesc

Relatório da Comissão Especial de Segurança nas Escolas apresentado por Vereadores na Alesc

Mauricio Peixer, Diego Machado, Jessé Lopes, Wilian Tonezi e Sargento Lima na Alesc


O vereador Wilian Tonezi (Patriota) apresentou à Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc) o relatório final da Comissão Especial de Segurança nas Escolas, nesta terça-feira (5), em Florianópolis.


Entre 2 de maio e 28 de junho, os vereadores da comissão visitaram 164 unidades escolares, sendo 88 escolas municipais e 76 centros de educação infantil (CEI).


“O acontecido na cidade de Blumenau refletiu na cidade de Joinville, teve aquela comoção popular e, obviamente, os vereadores acabam sendo cobrados para que façam alguma coisa”, disse Tonezi, na Alesc, sobre o atentado à escola de Blumenau, em abril, que motivou a comissão da CVJ, da qual ele foi o relator.


Presidente da Comissão de Segurança da Alesc, o deputado Jessé Lopes (PL) elogiou a iniciativa e disse que ela pode servir de exemplo a outros municípios. “Isto sim é um debate produtivo e um trabalho de campo excelente”, elogiou.


Também presente na comissão, o presidente da CVJ, vereador Diego Machado (PSDB), parabenizou a Alesc por aproximar-se das câmaras municipais, “porque é nos municípios que estão os problemas”.


O deputado Sargento Lima (PL) também enalteceu o trabalho da Câmara de Vereadores de Joinville. "Sem dúvidas foi um grande serviço para a população. Exemplar o que foi realizado em Joinville. Precisa servir de exemplo para outras cidades de Santa Catarina".


O deputado Maurício Peixer (PL), que é vereador licenciado de Joinville, afirmou que “esse é o trabalho verdadeiro de um vereador” e que “precisamos melhorar muito a qualidade do ambiente escolar e a segurança”.


A comissão especial

As indicações da Comissão Especial de Segurança nas Escolas foram encaminhadas para análise de cada unidade vistoriada à Prefeitura, para que, a partir disso, o poder público municipal possa estabelecer ações de segurança mais efetivas.


Entre as falhas de segurança encontradas, Tonezi destacou em seu relatório problemas no botão do pânico, câmeras mal posicionadas que limitam o ângulo de visão, ausência de registros de pessoas que não pertencem às unidades e altura dos muros e grades que facilitam o acesso ao pátio.


Conforme o relatório, das 164 unidades de ensino vistoriadas, o botão do pânico apresentou problema em 45 delas, o que representa 27,43% do total. Os telefones, cerca de 51 unidades apresentaram problemas na linha, um índice de 31,09%.


A Comissão Especial foi composta pelos vereadores Brandel Junior (Podemos), presidente, Wilian Tonezi (Patriota), o relator, Neto Petters (Novo), secretário, e os membros Adilson Girardi (MDB) e Tânia Larson (União Brasil).




118 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page