top of page

Tome Nota com Enio Alexandre


Culpa da Viga?



A Comissão Especial criada na Câmara de Vereadores para investigar a queda da calçada, que ocorreu em novembro do ano passado e que deixou várias pessoas feridas, não deve apontar culpados. O relatório será apresentado nesta terça-feira (19/4). Uma viga, que estava lá desde os anos 70, já foi citada como a causadora do colapso da calçada. E assim, os profissionais que deveriam avaliar se a obra realizada no local oferecia segurança às pessoas que utilizam a calçada ficam isentos de responsabilidade.

É como se uma pessoa fosse atropelada por um veículo sem freios e após "rigorosa investigação" a conclusão indicasse o problema mecânico como o responsável pelo acidente. Uma criança de 8 anos - nos dois casos- perguntaria quem liberou o carro para rodar e a calçada para os pedestres.


Dia do Exército no Garten


A Banda de Música do “ Nosso Batalhão” de Joinville vai realizar uma apresentação especial na praça central do Garten Shopping nesta terça-feira (19/4), a partir das 19 horas.

A apresentação é uma das atrações que fazem parte das comemorações do Dia do Exército. Uma grande exposição com viaturas, materiais de emprego militar do Exército Brasileiro e até militares caracterizados do 62°BI de Joinville já pode ser conferida pelos clientes do Garten Shopping. A exposição vai até amanhã, dia 20. O Dia do Exército é comemorado no dia 19 de abril.


Sacerdote de Joinville coordena Movimento Pró Arma em Joinville


Padre Edivaldo foi um dos palestrantes na audiência pública realizada na Alesc


A Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc) promoveu na noite de segunda-feira (18/4) audiência pública para debater os projetos de leis de autoria dos deputados Jessé Lopes e Sargento Lima, ambos do PL, que tratam do risco da atividade e da efetiva necessidade do porte de armas de fogo aos colecionadores, atiradores desportivos e caçadores (CACs) catarinenses. Na audiência bastante bastante concorrida chamou a atenção a presença do Padre Edivaldo Ferreira, da Igreja Católica Brasileira, que está muito envolvido na iniciativa, tanto que será o coordenador do Movimento Pró Arma em Joinville.



Ordem Judicial


O juiz Roberto Lepper, da 2ª Vara da Fazenda Pública de Joinville, determinou, por meio de liminar, que o município de Joinville faça, em 120 dias, reparos emergenciais na Cidadela Cultural Antarctica. O descumprimento da ordem acarretará na aplicação de multa de R$ 10 mil por dia.

Parte do complexo foi atingido por um incêndio em março do ano passado. Na prática, a cidadela está abandonada há muito tempo e a atual gestão tenta - por meios legais - passar a administração do local para a iniciativa privada, porém, pelo menos até agora, não conseguiu atrair interessados.



165 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page