top of page

Tome nota com Enio Alexandre

Migração em Joinville


Nos anos 70 as empresas de Joinville recrutavam no Paraná a mão de obra necessária para atender a crescente demanda de vagas. Joinville se converteu na maior cidade catarinense e a fama se espalhou. Desde então é rota natural de migração. Depois dos haitianos, africanos e venezuelanos, agora são os paraenses que estão chegando à cidade pela grande oferta de empregos. Mesmo assim, Joinville tem dificuldade para preencher as vagas disponíveis pela falta de qualificação profissional. É preciso que haja uma maior oferta de cursos profissionalizantes em Joinville. Não é de hoje que as empresas se queixam do problema.


Homenagem 1


O vereador Cassiano Ucker propôs denominar a nova ponte, que será construída na rua Aubé, de Engenheiro Henrique Chiste Neto, que faleceu na semana passada. Uma iniciativa louvável, pois Chiste Neto contribuiu muito com o progresso de Joinville e, mesmo não sendo natural da cidade, brigou pela Manchester Catarinense até seus últimos dias.


Homenagem 2

A Arena Joinville vai celebrar 20 anos em 2024 e ainda não tem um nome oficial


A Arena Joinville foi inaugurada em 2004 e ainda não tem nome. Uma obra desse tamanho não costuma ficar tanto tempo sem denominação. Ainda em vida o engenheiro Marco Tebaldi foi lembrado e surgiu um movimento para batizar o estádio municipal com o nome do ex-prefeito. Naquele momento a proposta foi inoportuna, primeiro porque tinha um viés político e segundo porque é proibido, em todo o território nacional, atribuir nome de pessoa viva a bem público. Mas hoje, as diferenças políticas poderiam ser deixadas de lado e deveríamos reconhecer que a Arena Joinville saiu por iniciativa do ex-prefeito Tebaldi, que faleceu em 2019 e era um apaixonado por futebol.


Rodoviária


A pavimentação da rua Concórdia e vias próximas deu ares de cidade mais organizada no entorno da rodoviária de Joinville. Aquela pavimentação com paralelepípedos toda irregular provocada pelo tráfego intenso de ônibus nas imediações causava péssima impressão para quem chegava na mais populosa cidade catarinense. Vale ressaltar que a pavimentação com pedras, se tiver boa manutenção e limpeza, igualmente deixa o ambiente muito bonito. Mas é preciso profissionais qualificados para realizar esse trabalho.


Coroa de Flores


Os aplicativos oferecem cada vez mais comodidade. Sem sair de casa você consegue resolver quase tudo. Mas nem sempre as coisas dão certo. Um empresário de Joinville foi homenagear um amigo que partiu com uma coroa de flores. Por meio de um aplicativo a floricultura mostrou as opções e, após escolher a guirlanda, realizou o pagamento por outro aplicativo. Para sua decepção, ao chegar ao velório notou que as flores enviadas não tinham nada de semelhante com o que comprou pela internet.


Porco na rua


Para azar do animal, a empresa responsável voltou ao local e o recolheu


Um porco foi flagrado caminhando no Centro de Chapecó, no Oeste Catarinense. Ao atravessar uma rua na faixa de pedestres o porquinho não passou despercebido pelas pessoas que transitavam pelo local e o registro viralizou nas redes sociais. Segundo à Guarda Municipal de Chapecó o porco caiu de um caminhão de carga. Como se sabe a região é grande produtora de suínos. O animal, no entanto, não pode desfrutar da liberdade por muito tempo. A empresa que realizava o transporte foi acionada e voltou para "resgatar" o porco.

146 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

留言


bottom of page