top of page

SC será o 1º estado do país a adotar o CPF como número único de identificação


criação Maurício Vieira/Secom


O Instituto Geral de Perícias (IGP) de Santa Catarina vai lançar a carteira de identidade com um único número na próxima quinta-feira (03/11). O documento terá terá apenas a informação do Cadastro de Pessoas Físicas (CPF). O estado será o primeiro do Brasil a colocar o modelo em prática. O senado aprovou a mudança em setembro e será adotada por todos os estados.

O número de identificação de novos documentos, emitidos ou reemitidos por órgãos públicos ou por conselhos profissionais, será o número de inscrição no CPF.

Atualmente cada pessoa tem um número de RG conforme o seu estado. A ideia é que o CPF possa unificar os dados e facilitar o acesso a prontuários no Sistema Único de Saúde (SUS), aos sistemas de assistência e previdência social (Bolsa Família, BPC, INSS), a informações fiscais e tributárias, ao alistamento eleitoral e ao voto, entre outros.

Os atendimentos presenciais para requerer novas carteiras de identidade em Santa Catarina retornarão ao normal a partir do dia 8 de novembro com as novas modificações estabelecidas.


Como será


Segundo o órgão, para as pessoas que forem renovar o documento, o número do Registro Geral (RG) constará em tamanho pequeno no documento apenas como forma de comprovação de que a pessoa tinha esse dado anteriormente.

Para quem for fazer documento pela primeira vez ou adultos de outros estados que buscarem refazer a identidade em Santa Catarina, a carteira será emitida apenas com o número do CPF.


Serviços suspensos


Em razão das mudanças no sistema, o IGP bloqueou os agendamentos para atendimento presencial entre os dias 25 a 29 de outubro.

Testes de implementação ocorrerão entre os dias 1° e 5 de novembro, e por isso, nesse período os postos de identificação em todo o estado estarão fechados para a reprogramação dos sistemas. Os postos de atendimento só estarão disponíveis para os cidadãos que necessitem buscar seu documento de identidade.

O diretor de Identificação, perito criminal Fernando Souza, explica que a suspensão no atendimento é necessária para capacitação das equipes na emissão do documento com a nova rotina.

127 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentarios


bottom of page