top of page

Pelas Barbas do Profeta

Tome Nota com Enio Alexandre


Nesta semana, uma curiosa cena deu o que falar nos corredores da Câmara de Vereadores de Joinville. O título "Pelas Barbas do Profeta" pareceu apropriado para retratar o episódio que misturou estética, ironia e uma pitada de exagero.


Tudo começou quando o vereador Henrique Deckmann (MDB), por questões estéticas, sugerir que seu colega de parlamento, o vereador Cleiton Profeta(PL), não deveria ocupar um assento na Câmara. Num tom irônico, o próprio Profeta rebateu as palavras de Deckmann com um elogio à beleza deste último. O que ninguém esperava era que a troca de farpas fosse além das aparências, com Deckmann elevando o tom e até mesmo lançando ameaças veladas.


Por um instante, a discussão parecia ter saído do controle. Num segundo momento, no entanto, Henrique Deckmann reconheceu seu exagero e pediu desculpas pelo comentário inoportuno. E aqui nos encontramos diante daquilo que é mais importante: a busca pela justiça e pelo respeito.


Nesse contexto, vale questionar por que, em meio a tantos desafios que envolvem Joinville, estamos gastando tempo e energia discutindo as barbas e o cabelo do Profeta. Em uma cidade com carências evidentes, como a ineficiência da Companhia Águas de Joinville ou a pavimentação das inúmeras ruas de chão batido, deveríamos estar mais focados em fiscalizar e propor soluções reais.


A epidemia de Dengue que assola a cidade é uma preocupação gigante- pelo menos deveria ser - , mas parece ter sido relegada a um segundo plano. A população merece uma Câmara de Vereadores que pressione por obras de mobilidade efetivas, que contribuam para o desenvolvimento da cidade. Afinal, quem não deseja uma nova avenida, vias duplicadas, elevados e pontes que realmente saiam do papel?


A Câmara de Vereadores possui um papel fundamental na defesa dos interesses da população. Em uma cidade onde a Ouvidoria da Prefeitura muitas vezes parece não existir, é urgente que os vereadores assumam a responsabilidade de agir em nome dos cidadãos, e não de interesses partidários ou do prefeito.


Em última análise, deixemos as discussões estéticas para ambientes mais apropriados. A Câmara de Vereadores é um órgão valioso e, certamente, não pode se dar ao luxo de desperdiçar tempo com bobagens. É hora de direcionar o foco para o que realmente importa, para que Joinville possa avançar rumo a um futuro mais próspero.




265 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page