top of page

O que celebramos na Páscoa?


O espetáculo “Paixão e Morte de um Homem Livre”, que retrata o último ciclo de vida de Cristo, em Guabiruba.


Esta semana é comemorada a Páscoa, o feriado mais importante do calendário cristão. A palavra vem do termo Pessach, do hebraico antigo, e significa "passagem" ou "transformação". A Páscoa comemora a morte e ressurreição de Jesus, o filho de Deus, fato que representa o eixo central do cristianismo.


A religião cristã, com todos os seus ramos (católica, protestante ou ortodoxa), é a religião mais seguida no mundo com mais de 2 bilhões de crentes. É por isso que a Páscoa é uma celebração generalizada e é comemorada de diferentes maneiras.


Em países de forte tradição católica, como Brasil, Itália, Argentina ou Espanha, são representadas cenas bíblicas como o Calvário de Cristo: quando Jesus foi forçado a arrastar uma gigantesca cruz de madeira sobre a qual foi posteriormente crucificado pelos romanos.


No Brasil é muito popular também a representação da Paixão, um espetáculo teatral que recria a vida, morte e ressurreição de Jesus Cristo, como acontece todos os anos em Guabiruba/SC.

Em países de tradição protestante como Estados Unidos, Reino Unido ou outros países do norte da Europa, não é tão comum representar a vida de Cristo. As famílias mais religiosas se reúnem no domingo de Páscoa para celebrá-lo com uma grande refeição.


Pomerode


Osterfest é uma das atrações turísticas de Pomerode


Em Santa Catarina, honrando as tradições germânicas, a Osterfest Pomerode,que significa a “Festa da Páscoa” em alemão, está ganhando cada ano mais espaço, beleza e turistas. Na cidade é exibida a maior árvore de Páscoa do mundo e também o maior ovo de Páscoa decorado do planeta.


História da Páscoa


Domingo de Páscoa é o dia em que Jesus ressuscitou, três dias depois de ser crucificado na Sexta-feira Santa. Nesse sentido, a Páscoa marca o fim da Semana Santa, os últimos dias de Jesus.


A Semana Santa comemora a Paixão de Cristo: sua entrada na cidade de Jerusalém, a Última Ceia, a Via Sacra carregando a cruz, sua morte na cruz e a Ressurreição.


A chegada a Jerusalém é celebrada no Domingo de Ramos: uma multidão de seguidores o recebeu levantando palmas, reconhecendo-o como o filho de Deus na Terra. Esta tradição ainda está presente hoje com a bênção de palmeiras nas igrejas.


A quinta-feira seguinte é a Quinta-feira Santa, quando Jesus celebrou a Última Ceia com seus discípulos, que no futuro divulgarão sua mensagem como apóstolos. Na Sexta-feira Santa, depois de ser traído por Judas, Jesus é capturado pelos romanos e crucificado.


Para os romanos, Jesus era uma figura incômoda porque pregava uma nova religião com valores diferentes: o cristianismo tinha um único deus (ao contrário das múltiplas divindades da mitologia romana), além de defender a libertação dos escravos que eram tão preciosos.


Império Romano


Séculos depois, quando o cristianismo já era a religião majoritária no Império, um grupo de bispos reunidos no Concílio de Nicéia (325 d.C.) estabeleceu que a Páscoa seria o primeiro domingo após a primeira lua cheia da primavera. É por isso que é comemorado em uma data diferente a cada ano.

111 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page