top of page

Mudanças no PPR da Águas de Joinville está vigorando



O bônus vinculado ao PPR - Programa de Participação de Resultados - da Companhia Águas de Joinville, possibilita que os diretores da empresa recebam perto de R$ 134 mil de gratificação. O diretor-presidente, pode receber valor ainda maior, que pode atingir R$ 178 mil.

As mudanças foram aprovadas em março na reunião ordinária do Conselho de Administração. Para entrar em vigor houve uma assembleia com a Prefeitura de Joinville, única acionista da empresa, que também concordou com as mudanças.


O valor do PPR vai depender dos resultados obtidos pela companhia. Atingindo a meta todos os funcionários recebem um salário integral. Já se for ultrapassada e atingir o primeiro nível de elevação, os colaboradores ganham 1,5 salário. Se os resultados alcançarem um segundo nível de elevação, cada funcionário recebe dois salários.


Para os diretores há uma gratificação extra. De acordo com a ata da reunião do Conselho de Administração, “a gratificação será adicional ao PPR recebido, ou seja, os membros da diretoria receberão o PPR mais a gratificação de duas vezes o PPR”.


O diretor-presidente, por exemplo, que recebe R$ 29.694,62, o PPR pode chegar a R$ 59.389,24, o que, com a gratificação, totaliza um ganho de R$ 178.167,72.


Já no caso dos atuais dois diretores – um administrativo/financeiro e outro técnico -, o valor é um pouco menor. Como o salário é de R$ 22.329,29, o valor máximo de PPR a receber é R$ 44.658,58. Junto à gratificação de duas vezes o PPR, a soma chega a R$ 133.975,74.


Diretores passam a ser contratados pela CLT


Outra alteração envolvendo a Águas de Joinville é em relação à contratação da diretoria, que passa a ser feita pela CLT (Consolidação das Leis do Trabalho). Até então, apenas funcionários concursados eram contratados desta forma. Na prática, isso significa que os diretores também receberão benefícios, como o 13º salário.

178 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Kommentare


bottom of page