top of page

Mais uma morte por dengue?

Maria Carolina Ventura Cardoso: educadora, mãe e líder religiosa

imagem Redes Sociais


A cidade de Joinville, foi tomada por uma onda de tristeza com a partida precoce de Maria Carolina Ventura Cardoso, aos 38 anos, na última quinta-feira (29). Sua morte repentina deixou familiares, amigos e a comunidade evangélica em luto profundo.

Conhecida carinhosamente como Carol, Maria Carolina era uma mulher multifacetada. Além de sua dedicada atuação como educadora, era mãe amorosa, pastora e palestrante. Sua presença vibrante e seu comprometimento com o bem-estar dos outros a tornaram uma figura querida e respeitada por todos que a conheciam.


Maria Carolina era líder do Ministério Infantil, onde deixava sua marca na vida das crianças e de suas famílias.

Nos últimos dias a educadora lutou contra uma doença implacável. Segundo o marido, Carol começou a manifestar sintomas de mal-estar e febre no domingo anterior (25). Apesar de receber assistência em uma unidade de pronto-atendimento, a suspeita inicial era de gripe. No entanto, seu estado de saúde continuou a deteriorar-se, culminando em sua internação no Hospital São José na noite de quarta-feira (28).


Apesar dos esforços dos profissionais de saúde, Maria Carolina não resistiu à doença. O diagnóstico final apontou para a dengue, agravada pela presença da esclerose sistêmica, uma condição autoimune que ela enfrentava.

Além de enlutada pela perda de mais uma pessoa, Joinville enfrenta desafios adicionais com o aumento dos casos de dengue. A cidade viu um triste recorde de mortes relacionadas à doença, um sinal alarmante da gravidade da situação epidemiológica.


311 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page