top of page
  • Foto do escritorRDB

Letrinhas do RDB com Roberto Dias Borba

Sagaz, um homem que entra para a história


Em Itajaí, onde nasceu, não teve tempo para deixar sua marca. Veio para Joinville e logo se instalou na rua Guanabara, região sul de Joinville. E daí rapidamente passou a escrever sua trajetória. José Pereira Sagaz completou seu ciclo familiar, comunitário, comercial e esportivo neste domingo (5) e passou a ser um nome que fica para sempre na história.


O salão Sulista não existe mais, ficando ao lado o bar Sagaz. O time do Sulista já saiu de campo há mais de cinco décadas, mas as resenhas sobre o zagueiro Sagaz nunca serão apagadas. O torcedor do Caxias que passou a ser dirigente do Gualicho, e dali migrou para o JEC é assunto para muitas resenhas. E tudo pelo prazer, dedicação e muito empenho que Sagaz realizava suas tarefas.


Um homem que entra para a história de uma cidade que não tem literatura para guardar seus heróis e nomes que fizeram e construíram esta metrópole. José Pereira Sagaz deixa um importante legado, no esporte que passa a ser herdado pelo filho Gilson, na vida comunitária que passa a ser compartilhada pelos moradores do bairro Guanabara. E também de uma forma compartilhada por todos que são apaixonados pelo JEC,


O velório de José Pereira Sagaz ocorre nesta segunda-feira (6), das 7 às 20 horas, na capela 4 da Capela Mortuária Borba Gato. Após será conduzido para cerimônia de cremação.


Cesário (esquerda) e Sagaz: folclore e futebol

foto: Roberto Dias Borba



Figurinhas bem carimbadas


A história do esporte de Joinville, e também do JEC, passa obrigatoriamente pela vida de algumas figuras importantes do cotidiano esportivo da cidade. José Pereira Sagaz é uma delas. Sempre teve como base o bairro Guanabara e chegou até ao JEC vindo de uma longa trajetória no Caxias. No tricolor conseguiu empregar outro ritmo e tudo pela transformação de processos e procedimentos que o novo clube ofereceu. Há mais de duas décadas está usufruindo da aposentadoria, mas sempre que pode passa na Arena para acompanhar o time tricolor e olhar se o "filhote" Paulinho Hoffmann está colocando em prática todos os ensinamentos que recebeu. A outra figurinha carimbada desta fotografia é Cesário Emanuel Ferreira, que permaneceu em atividade nas lidas jequeanas até seu falecimento na noite de 11 de novembro de 2019. Só não entrou em campo, mas tem uma longa folha de serviços prestados ao clube, principalmente no setor de publicidade.


Crônica que escrevi quando estas duas lendas ainda circulavam pela Arena Joinville.


José Pereira Sagaz faleceu no final da manhã deste domingo (5/6)


Cesário Emanuel Ferreira faleceu em 11 de novembro de 2019




Sagaz homenageado recentemente pelo Caxias

foto: arquivo Caxias FC



Presente e atuante até o último minuto


José Geraldo Porcina, o seu Deca, deixou sua marca no futebol amador de Joinville. A paixão que movia este ex-atleta e depois dirigentes também contagiou o filho Márcio, que herdou a presidência do Estrela do Sul. E é Márcio que me alerta sobre duas oportunidades que escrevi sobre seu pai. Por isso, faço esta correção a respeito dos últimos momentos que José Geraldo Porcina passou entre nós. "Gostaria de ressaltar uma informação sobre meu pai: ele conseguiu ir para uma Primeira Divisão, acreditamos fielmente que ele cumpriu seu objetivo e sua missão aqui na terra, pois ele chegou à Primeira Divisão e conseguiu ir até a última partida do campeonato onde no final da partida passou mal e dali em diante começou a ficar fraco e foi internado por 23 dias e infelizmente hoje não está mais entre nós, mas ele foi até a última partida do campeonato da Primerona cumprindo assim fielmente até o último minuto seu objetivo que era colocar o seu time Estrela do Sul na elite do futebol amador de Joinville", descreve Márcio.



Final de semana sem futebol


A temporada, já iniciada com a Segundona, deveria ter neste final de semana uma intensa movimentação com as três divisões da Liga Joinvilense de Futebol. No entanto, com as constantes chuvas da semana passada, toda esta expectativa foi frustrada com o adiamento de todos os jogos. Uma decisão acertada em função das condições precárias que ficam os campos provocada pelo tempo chuvoso. No próximo final de semana devem aparecer os raios do sol e dar condições para todos entrarem em campo. Outras paradas devem ter pausas, como a parada para o Dia dos Pais, Estadual de futebol não profissional (o Pirabeiraba será o nosso representante), eleições e a Copa do Mundo.



Futsal nesta sexta-feira


O JEC Futsal, intercalando participações na Liga e na Série Ouro catarinense, estará de volta à quadra na sexta-feira (10). O adversário será o paranaense Campo Mourão, no Centreventos Cau Hansen, às 20 horas. Pelo certame estadual, o tricolor terá o próximo compromisso somente no dia 14, às 20 horas, também em casa.


No sábado passado, no interior paranaense, o JEC Futsal voltou a vencer. O time do técnico Paulinho Gambier derrotou o Marechal por 3 a 2. Com isso, está na terceira colocação, apenas um ponto atrás do líder Sorocaba e do vice Carlos Barbosa.



153 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page