top of page
  • Foto do escritorRDB

Letrinhas do RDB

Com Roberto Dias Borba


Parques para o povo ocupar e usar


A saúde não está garantida apenas nos postinhos dos bairros, ou nos hospitais. A saúde da população começa a partir de pequenas ações, que os governantes e todos que buscam votos para chegar aos cargos eletivos simplesmente não querem enxergar. A Joinville do trabalho, das milhares de indústrias, da poluição e do trânsito caótico não consegue vislumbrar que está na opção de áreas verdes para a população circular, brincar e se divertir.


Neste feriado de 16 de junho, acompanhei meus familiares num passeio em busca de ar puro, de um local para as crianças circularem livremente e ter a opção do divertimento. Atravessamos a cidade de sul a norte para chegar no amplo espaço oferecido pela recreativa de uma empresa. A entrada é livre para todos que sigam as regras da boa convivência e que podem ter em troca uma área ampla, segura e sem ter que pagar nada para entrar e nem para circular.




A recreativa de uma empresa está aberta para o público durante todos os dias da semana



Opções para todos os gostos de lazer


Joga bola quem quer jogar bola, corre quem quer correr, caminha quem quer caminhar e todos conseguem compartilhar deste amplo espaço. Algumas empresas de Joinville mudaram seus conceitos sobre as suas recreativas, algumas terceirizaram estes locais, mas a Associação Desportiva Embraco mantém a mesma filosofia de ocupação do espaço, mesmo que os custos não sejam baratos.


Conheci a recreativa da Embraco no início dos anos 1980, quando existia apenas um galpão para ser usado como bar e com a construção da primeira quadra, que era de cimento e descoberto. De lá para cá muita coisa mudou e melhorou. E todas as mudanças foram com o intuito de oferecer um local para esporte e lazer aos funcionários da empresa e seus familiares. Depois de tanto tempo, a empresa abriu as instalações de sua recreativa para a comunidade. Está na hora de Joinville ter governantes que possam pensar no futuro e utilizar áreas improdutivas para serem transformadas em parques, onde a ecologia estaria sendo utilizada para uma grande terapia comunitária. Os exemplos não estão longe. É só ir buscar o modelo utilizado por Curitiba.



Joinvilense marcha no Mundial sub-20


A cada semana, a Corville emplaca uma notícia de atleta com marca para atuar em evento internacional. Desta vez foi Otávio Vicente que conseguiu o índice para a sua participação no Campeonato Mundial de Atletismo categoria sub-20. O certame acontece em agosto deste ano na cidade de Cali, na Colômbia. Otávio faz história na prova de marcha atlética, em que Joinville nunca conseguiu ter significativa participação. E agora Otávio quebra esta barreira e consegue o índice no certame catarinense e a inclusão na delegação brasileira.


Otávio Vicente representará Joinville em evento internacional

foto: Corville/redes sociais



Corville faz trabalho exemplar de renovação


Os atletas é que fazem a limpeza e a manutenção da própria pista que treinam. Nem por isso deixam de competir e trazer expressivos resultados para Joinville. Os técnicos não se cansam em buscar novas revelações. Nem por isso ficam se lamentando da situação de pouco apoio que o atletismo de Joinville convive há anos. Na última terça-feira (14), na pista da Univille, foram recepcionados os alunos do 6º ano A da Escola Municipal Prefeito Baltasar Buschle, que tiveram a experiência de conhecer a pista de atletismo onde são realizados os treinamentos dos atletas de todas as categorias. Os visitantes conversaram com o paratleta Edenilson Floriani (Cepe) e outros atletas, e também tiveram a oportunidade do contato com algumas provas do atletismo. Os alunos foram conduzidos pelos professoras Elaine Biz Padilha e Lidiane de Souto. Outras escolas podem ser recepcionadas pela Corville.





Alunos de escola pública conhecem a pista e como são realizados os treinos

foto: Corville/redes sociais


Tiro acerta novas datas da sexta etapa


A sexta etapa do Citadino de tiro ao alvo seta teve a data alterada para a disputa na Sociedade3 Dona Francisca. As equipes ganharam mais uma semana e a competição passou para os dias 29 e 30 de junho e 1º de julho. O restante do calendário está mantido, ficando a sétima etapa, no Ipiranga, para o período de 6 a 8 de julho. A ordem de participação ficou sendo assim: Estrela, Piraí, Operário e Döhler atuam no dia 29, com Esmeralda, Rio da Prata, Dona Francisca, Lírica e Cruzeiro Joinvilense no dia 30, enquanto Ipiranga e Alvorada competem no dia 1º de julho.


Pontuação acumulada após cinco etapas


Feminino Ouro


1º Döhler 1.781,7


2º Piraí 1.768,6


3º Cruzeiro Joinvilense 1.763,4


4º Esmeralda 1.758,3


5º Rio da Prata 1.698,1


Feminino Prata


1º Dona Francisca 1.759,6


2º Operário 1.749,8


3º Ipiranga 1.700,8


4º Alvorada 1.692,5


5º Estrela 1.628,6


6º Lírica 1.592,3


Chave Misto Ouro


1º Döhler 3.021,7


2º Cruzeiro Joinvilense 3.020,7


3º Esmeralda 3.007,9


4º Piraí 2.994,7


5º Ipiranga 2.992,7


6º Rio da Prata 2.972,5


Chave Misto Prata


1º Dona Francisca 3.019,4


2º Alvorada 2.985,4


3º Operário 2.950,0


4º Estrela 2.896,6


5º Lírica 2.857,9



Basquete com jogos decisivos no Ginástico


A partir desta sexta-feira (17) até o domingo (19), na quadra da Sociedade Ginástica, o basquete feminino do JEC/Ginástico terá confrontos decisivos em duas categorias. O sub-22, com a melhor campanha entre três concorrentes, poderá conquistar o título catarinense em casa. A equipe do técnico Fabiano Borges atua na sexta-feira, às 19 horas, contra o Mampituba de Criciúma. E volta à quadra no domingo, às 10 horas, contra Blumenau. As atletas joinvilenses têm a melhor campanha após os três triangulares anteriores e as vitórias deste final de semana estarão confirmando a posição de líder e com o consequente título catarinense. Mampituba e Blumenau atuam no sábado, às 11 horas. No sub-19, o JEC/Ginástico terá compromisso neste sábado, às 9 horas, contra Jaraguá do Sul.


111 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentarios


bottom of page