top of page

Lei da Atração

Luiz Carlos Prates



Algumas verdades da Psicologia passam batidas, ignoradas pela maioria das pessoas, antes de tudo pela incapacidade de pensar de modo mais arejado, de ter as janelas da cabeça abertas para os pensamentos mais diversos. O “rebanho” segue as cartilhas do convencional, do não admitir as verdades que não aparecem para os olhos, que são, na verdade, vividas pela sensibilidade das pessoas. E sensibilidade, sabemos, não é para muitos. Somos nossos pensamentos, certo? Mais certo que o sol lá em cima, brilhando... Mesmo assim, muita gente acha que não, não crê nisso. E muitos dão o exemplo: quero ser rico e continuo na miséria... Aí é que está, não basta querermos isto ou aquilo, é preciso querer por longo tempo, repetir e repetir os pensamentos, junto, é óbvio, com as ações que conduzem à riqueza. A Lei da Atração, a que rege o Universo, é desconhecida pela maioria, e desse desconhecimento vem uma garantida danação. Exemplo. Vivo pensando em problemas, em dificuldades, vejo-me como infeliz, como azarado na vida, meus pensamentos são, maior parte do tempo, negativos. E lá no interior da China, num vilarejo, vive um cara que pensa igual a mim... Claro que a leitora sabe que esse sujeito, que não conheço, que nunca vou conhecer, têm poderes sobre mim e eu sobre ele. O modo dele pensar chega até mim, chega pela similitude dos pensamentos, pelas igualdades, pelas energias afins. E os meus pensamentos chegam até ele, o realimentando para continuar pensando de modo negativo. Essa lei mental, a Lei da Atração, é tão veraz e “física” quanto, como já disse, o sol lá em cima, brilhando. Lei da Atração, ninguém escapa. Já os nossos pensamentos bons atraem pensamentos de pessoas que pensam e vivem semelhantemente a nós. Ninguém escapa. Mesmo que estejamos atolados na pior das encrencas da vida, a esperança, os bons pensamentos, a fé, a obstinação pelo melhor nos encaminha para vitórias, curas e todo tipo de felicidade. Somos o que pensamos, queiram ou não os desatentos do grande rebanho... Já não foi dito que os semelhantes se atraem? Quem lascou esse pensamento pela primeira vez foi pessoa sábia. Ninguém muda sua vida se não mudar o modo de pensar...


Facho

Não vou sossegar o facho, vou continuar me repetindo sobre assuntos mais das vezes enganosos. Exemplo? Tráfico de drogas. O tráfico não é culpa do traficante, é do usuário, sem consumidores não há vendedores... Ouça esta manchete: - “Produção de cocaína tem níveis recordes no mundo diz ONU”. Culpa dos traficantes? Nada. Culpa dos idiotas que vão buscar “anestésicos” para suas mediocridades existenciais. E mais ainda na camada dos “bacanas”. Covardes.



Caído

Vamos supor, alguém está abatido, frustrado, passando por poucas e nada boas na vida, a pessoa está mesmo numa pior. Será que essa pessoa será tão estúpida para imaginar que a saída de seus problemas esteja no álcool, na maconha, na cocaína? Só se tiver “aquilo” na cabeça. Tristemente, é o que a maioria tem... A saída de qualquer encrenca é erguer a cabeça e partir para a luta, acreditando que os bravos são abençoados pelas melhores

energias da vida. Infelizmente, são poucos os que creem que tudo é possível ao que crê...


Falta Dizer

Os pais da Larissa fariam com um filho homem o que fizeram com ela? Duvido e faço pouco. As famílias “machistas”, maioria absurda, não fazem com os seus machinhos o que fazem com as gurias. Gurias, mulheres, são exploradas, mas hipocritamente ditas iguais. Esse tipo de pais é o que anda por aí... Na surdina.





111 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page