top of page

Joinville tem força?

Tome nota com Enio Alexandre


Com mais de 604 mil habitantes Joinville é a mais populosa cidade de Santa Catarina


O governo entregou 101 novas viaturas para a Polícia Civil de Santa Catarina. A intenção é renovar a frota. Como sempre a proporcionalidade não é levada em consideração no estado. Florianópolis ganhou 9 viaturas - podemos entender, é a capital - Joinville, Blumenau e Criciúma foram as cidades do interior que mais receberam veículos. Foram 4 viaturas para cada município. Joinville tem, de acordo com o IBGE, 604.708 habitantes, Blumenau 366.418 e Criciúma 219.393 habitantes. Portanto Joinville tem quase o dobro da população de Blumenau e perto do triplo do número de moradores de Criciúma. O natural seria que a quantidade de viaturas destinadas a Joinville fosse bem maior. E logicamente ninguém em Criciúma e Blumenau poderia reclamar. Mas essa justiça matemática não se observa no estado. A maior cidade catarinense nunca recebe o que seria justo. O tratamento que Joinville tem do governo catarinense é o mesmo de cidades menores de outras regiões.


Outros casos


Mesmo no meio da pandemia lembro que o número de vacinas que chegava a Joinville não era muito maior que Blumenau. E podemos citar várias outras situações semelhantes. É impressionante como Joinville aceita passivamente esta falta de respeito. E não estamos tratando apenas de um município populoso. Falamos da cidade que mais arrecada impostos para Santa Catarina.


Sem representatividade


O atual governo do estado não tem um nome de Joinville no primeiro escalão. É assombroso imaginar que algo assim está acontecendo e ficamos de braços cruzados. Parece até que a cidade é apenas mais uma. Afinal, maior população, maior colégio eleitoral, maior arrecadação não são suficientes para Joinville ser prestigiada?


Segurança


Seria aceitável Joinville não receber mais viaturas se o problema da segurança pública fosse menor na cidade do que em Blumenau e Criciúma, por exemplo. Mas, como sabemos, lamentavelmente, não é o caso.


Especial


2022 é ano eleitoral. Único momento que Joinville recebe um bocadinho de consideração. Não em ações, mas em promessas. Todos os candidatos de todas as regiões vêm para Joinville nessa hora. E poderiam vir, se realmente estivessem interessados em Joinville. Mas na absoluta maioria dos casos o que importa são os votos. E o mais curioso, conseguem. Não existe uma campanha oficial para votar em candidatos de Joinville e região, mas os eleitores deveriam refletir sobre o assunto.






169 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

댓글


bottom of page