top of page

Joinville registra primeiro óbito por dengue de 2023




Na sexta-feira (17), a Secretaria da Saúde confirmou o primeiro óbito em decorrência de dengue registrado em Joinville neste ano. Trata-se de uma mulher, de 26 anos, moradora do bairro Jardim Paraíso. O óbito foi em uma unidade hospitalar da rede pública.


Desde 1º de janeiro de 2023, 736 casos de dengue foram confirmados em Joinville. Assim como nas demais cidades de Santa Catarina, foi registrado aumento no número de casos nas últimas semanas. Por meio do Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypti (LIRAa), ficou evidenciado que a maioria dos focos de dengue estão nas residências.


Em 2022, Joinville registrou 21,3 mil casos de dengue e 19 óbitos. Por meio das ações de acompanhamento e monitoramento permanentes realizadas pelos servidores da Vigilância Ambiental, mais de 16,4 mil focos do mosquito foram identificados e eliminados.


Medidas para evitar a doença


A forma mais efetiva de evitar a proliferação do mosquito Aedes aegypti é evitar água parada em locais como pneus, garrafas e demais recipientes. Medidas simples para a eliminação dos focos nas residências ajudam a garantir a segurança de toda a localidade.


A Prefeitura de Joinville, por meio da Vigilância Ambiental, possui ações permanentes de combate à dengue focadas nas localidades com mais casos confirmados. Até agora, os bairros, Comasa, Nova Brasília e Floresta registraram o maior número de casos.


A denúncia de focos de dengue pode ser feita por meio do aplicativo Joinville Fácil e também pelos canais de atendimento da Ouvidoria.


No site joinville.sc.gov.br/dengue, a população pode acompanhar o painel de evolução da dengue em Joinville, bem como materiais informativos e educativos para fortalecer o combate ao mosquito.




124 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Commenti


bottom of page