top of page

Família de criança atacada por cães será indenizada

O ataque dos cães aconteceu em Jaraguá do Sul

Foto ilustrativa


Um menino, na época com dois anos de idade, encontrava-se no colo de seu pai quando foi alvo de um ataque por parte de cães. A criança sofreu ferimentos nas nádegas, enquanto seu pai foi atingido no lado direito do rosto, braço e perna. Os animais, da raça pitbull, estavam soltos na via pública após escaparem da residência onde estavam sob os cuidados do tutor.


Após ser mencionado no processo apresentado pela família, o responsável pelos animais alegou que estes não eram de sua propriedade, mas sim de um parente. Ele ainda argumentou que as vítimas foram atendidas pelo SUS, o que, em sua visão, excluía danos emergentes. Além disso, afirmou que não houve danos morais e reflexos, considerando o caso como um "mero dissabor".


Contudo, para a Justiça, não há elementos que possam excluir a responsabilidade do tutor, como alegações de culpa exclusiva da vítima ou força maior. Esta conclusão se baseou em depoimentos e outras provas apresentadas.


O juiz, ao proferir a sentença, destacou que é de conhecimento comum que cães da raça Pitbull possuem grande porte e tendem a ser mais agressivos em comparação com outras raças, sendo frequente a ocorrência de ataques fatais envolvendo esses animais. Por esse motivo, ressaltou a importância de os tutores redobrarem os cuidados para evitar fugas inesperadas e ataques.


Como resultado, o tutor dos cães foi condenado ao pagamento de indenização por danos morais, reflexos e materiais emergentes, totalizando um montante de R$ 12,5 mil.


Pitbull


Raça muito associada ao temperamento agressivo, os pit pulls surgiram no início do século 19, na Inglaterra. Devido à força do animal, as pessoas começaram a usar o cão para esportes violentos, como luta com bichos selvagens e rinhas.


Outra curiosidade é que o termo “pit bull” engloba um conjunto de raças caninas, como: pit bull terrier, american staffordshire terrier, staffordshire bull terrier e também os cruzamentos originados entre elas. O primeiro cachorro da raça surgiu de uma cruza do bulldog inglês com o atualmente extinto terrier Inglês.p


Especialistas em comportamento animal afirmam que o pit bull só se torna violento se tiver um direcionamento humano para que isso ocorra. Tudo depende da maneira como o tutor cuida e educa. Vale ainda ter atenção ao instinto predatório do cão. Evitar brincadeiras como cabo de guerra, por exemplo, e enconrajar o animal desde jovem a conviver com outras cães e na presença de pessoas, ajuda a tornar o animal mais dócil. Ainda assim, por conta da sua força, não se deve passear com o animal sem focinheira. Esta recomendação é indicada aos tutores de todas as raças de cães de grande porte.

118 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

コメント


bottom of page