top of page

Edenilson Floriani conquista medalha Mundial de Atletismo Paralímpico

Paratleta de Joinville faturou o bronze no Mundial de Atletismo Paralímpico em Paris



O paratleta joinvilense Edenilson Floriani vai trazer para casa a medalha de bronze, conquistada na tarde desta segunda-feira (17), no Mundial de Atletismo Paralímpico em Paris. Edenilson alcançou a marca de 14,06 metros no arremesso de peso. O atleta representa a equipe Cepe Joinville e é bolsista da Secretaria de Esportes da Prefeitura de Joinville.



“Graças a Deus consegui essa medalha tão importante para Joinville, para mim e para o meu clube. Hoje (segunda-feira) faz 12 anos que eu ganhei alta do meu acidente de trânsito que me deixou com essa deficiência. Então, além de um dia especial para mim, por conquistar a medalha no Mundial, é um dia feliz por ter saído do hospital”, conta Edenilson.


Na mesma modalidade, o atleta é recordista das Américas com a marca de 14,40 metros. Na quinta-feira (13/7), Ednilson já havia ficado em 7º lugar no lançamento de dardo, quando conseguiu a segunda melhor marca da temporada, com 58,63 metros.



No calendário do paratletismo, o Mundial de Atletismo de Paris é a competição mais importante antes das Paralimpíadas 2024.


Para a secretária de Esportes de Joinville, Caroline Antunes Rodrigues, a medalha representa muito para o município e para outros atletas que têm Edenilson como referência.


“É um resultado muito merecido, pois o Edenilson e seus técnicos Eliandro e Saulo trabalham duro e com muita disciplina e determinação”, afirma a secretária.


Cirurgia e recuperação


Em dezembro do ano passado, Edenilson fez uma cirurgia no ombro e por isso os treinamentos exigiram uma atenção especial.


“No primeiro arremesso ele já conseguiu ficar na 3ª posição e, na quarta tentativa, conseguiu 14,06 metros, o que garantiu a medalha de bronze. Estamos muito felizes. A gente sabia que tinha condições de ganhar uma medalha e eu falei para ele que se viesse era a consequência de todo o esforço na preparação e recuperação”, detalhou o técnico Eliandro Braz, que treina Edenilson desde 2017.


“Agora é voltar para a minha cidade, voltar a treinar porque ainda esse ano tenho muita coisa para conquistar. Tenho o Pan-Americano, em novembro, no Chile, e lá eu quero conquistar medalha”, reforça Edenilson.



134 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page