top of page

Brusque perde pontos por injúria racial

Atualizado: 25 de set. de 2021


foto: Beno Küster Nunes


O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) julgou o episódio de injúria racial contra o meia Celsinho, do Londrina, nesta sexta-feira(24/09), em audiência virtual. O Brusque e um conselheiro do clube responderam por "ato discriminatório" contra o atleta do Londrina. O STJD decidiu pela condenação. O Brusque foi punido com a perda de três pontos na Série B do Campeonato Brasileiro, além de multa de R$ 60 mil. Já Júlio Antônio Petermann, presidente do Conselho Deliberativo, foi suspenso por 360 dias e multado em R$ 30 mil.

Durante o julgamento, o dirigente do clube catarinense reconheceu ter ofendido o meia com as palavras 'vai cortar esse cabelo seu cachopa de abelha'. O dirigente foi condenado a 360 dias de suspensão, além de uma multa de R$ 30 mil. O clube e o dirigente ainda podem recorrer da decisão que foi em primeiro grau.


Derrota em casa


foto: Rafael Ribeiro/Vasco


No mesmo dia que sofreu um revés nos tribunais, o Brusque foi derrotado também em campo. Atuando em casa e com um jogador a mais em parte do jogo, o time catarinense foi superado pelo Vasco da Gama por 1 a 0. Nenê fez o gol da equipe carioca. O próximo compromisso do Brusque acontece na semana que vem. O time catarinense enfrenta o Brasil, na quarta-feira(29/09), no estádio Bento Freitas, em Pelotas.

118 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentarios


bottom of page