top of page

Bicicletas para combater o aquecimento global ou as gordurinhas.

Atualizado: 9 de set. de 2021


Dedicar espaço e tempo para discutir aquecimento global costuma ser fonte de enorme frustração, pois o assunto parece não interessar a muitos. No entanto, isso deve ser feito. Por 30 anos, o Dr. Michael Osterholm, um especialista em doenças infecciosas da Universidade de Minnesota, nos Estados Unidos, escreveu que o mundo mais cedo ou mais tarde enfrentaria uma pandemia. Poucos prestaram atenção até que a covid-19 chegou. O mesmo não deve acontecer conosco com as mudanças climáticas. Este é um fenômeno que foi descartado por meio século, até mesmo por cientistas, mas há quem acredite que o problema está progredindo irremediavelmente e pode causar danos muito maiores do que o coronavírus. Muitas pessoas têm dificuldade em se concentrar em coisas que não podem ver. Mas a julgar pela iniciativa da poderosa indústria automobilística que resolveu mudar radicalmente seus carros, trocando os motores movidos a combustíveis fósseis por propulsores elétricos, devemos reconhecer que há algo de real nessa história de aquecimento global. Existe a crença de que a mudança climática não existe ou que é um fenômeno que vai prejudicar poucos seres humanos, como os esquimós, ou vai trazer problemas apenas quando todos nós que atualmente habitamos este planeta já estivermos mortos pela velhice. No entanto, algo aconteceu este ano. Existem países que sofreram grandes incêndios florestais. Podemos citar Canadá, Estados Unidos, Rússia, Itália, Grécia e Turquia. Além de outros que sofreram inundações nunca vistas na história recente como Alemanha, Bélgica, Holanda, Reino Unido, Sudão, Coreia do Norte e China. As imagens estão disponíveis na internet para quem tiver dúvida. Pode ser que estes fenômenos nada tenham a ver com aquecimento global provocado pelo homem? Pode ser. Mas prestar atenção no alerta destes cientistas que estão alarmados não custa nada. Como não custa nada evitar utilizar o carro quando podemos caminhar ou pedalar. Em tempos de culto ao corpo, exercício físico é bem-vindo. Além do mais, economizamos com o combustível cada dia mais caro e deixamos o ar respirável. Em Joinville o poder público aos poucos vai ampliando as ciclovias. A iniciativa é positiva. Vias mais seguras para quem quer pedalar. E se você não acredita em aquecimento global, deveria acreditar que exercício físico faz bem. Seja qual for sua crença, vai beneficiar a todos.

51 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page