top of page

Bate-papo de craques

Disrupção: Tudo com Raphael Rocha Lopes


O ex-jogador Cafú, campeão do mundo pela Seleção, estará em Jaraguá do Sul


“♫ Regrets I've had a few/ But then again too few to mention/ I did what I had to do/ And saw it through without exemption/ I planned each chartered course/ Each careful step along the by way/ And more, much more than this/ I did it my way.” * (My way, Frank Sinatra).


Esta semana, na quinta, dia 18, Jaraguá do Sul vai presenciar um encontro que nunca ocorreu nos palcos. Lado a lado, na Scar, em um bate-papo de craques, estarão Cafu, campeão duas vezes pela seleção brasileira de futebol, e outras tantas em clubes, além das suas conquistas em campeonatos estaduais e nacionais, aqui e na Europa; Felipe Titto, o ator global que virou um super-empreendedor e investidor reconhecido em todo o país; e Mamute 99, nome do piloto Edson Luiz, que transformou sua vida profissional como poucos tiveram coragem de fazer e, agora, coleciona vitórias no Brasil e nos EUA em corridas de motovelocidade. Os três palestrantes têm muito a ensinar.


E a principal pergunta que caberia aos três é: como? Como conseguiram? Como Cafu conseguiu ter forças e ser tão resiliente depois de receber nove negativas em peneiras de clubes. Nove! Essa capacidade de lidar com os problemas provavelmente é imanente a ele, mas, acredito, ajudou a construir o profissional que é e a alcançar o sucesso que todos conhecem.


Como Titto se tornou um grande empresário e respeitado investidor com tão pouca idade, vindo de família simples? Como teve coragem de ir para os EUA sem dinheiro e sem inglês atrás de um sonho que, no final das contas, o moldou para ser o profissional de sucesso de hoje?


E como o advogado bem-sucedido Edson Luiz se transformou no piloto Mamute 99, sucesso de pistas e redes sociais, considerando a fase de sua vida em que decidiu definitivamente pela mudança?


Acreditar, Sonhar, Realizar.


Todos os três sabiam o que queriam. Acreditaram em si próprios, e transformaram seus sonhos em realidade. Todos os três fizeram e fazem o que realmente gostam. Nenhum dos três parou de acreditar, de sonhar e de realizar, apesar de todo o sucesso e reconhecimento que acumulam.


Pessoas assim costumam impactar a vida de muita gente. Seja com seus projetos sociais, com seus investimentos em novos negócios ou com o exemplo da possibilidade de mudança em busca de uma vida mais plena e feliz.


Startups e negócios


Os três participantes do bate-papo de craques são empreendedores (além de jogador, ator ou piloto de motovelocidade). Isso dá, para os iniciantes ou pretendentes a empreendedores, uma grande noção de como são importantes a persistência, o foco e a vontade de realizar um sonho para se atingir o sucesso.


Fazer por fazer, muita gente já está fazendo. Fazer com brilho nos olhos e faca nos dentes é o que move as pessoas de sucesso.


Startups nascem aos borbotões todos os dias. Pesquisas apontam, porém, que poucas sobrevivem. Em média, dizem os estudos, 25% morrem no primeiro ano, 50% em até quatro anos, e 90% das que sobrevivem mudam seu escopo inicial duas ou três vezes até deslancharem.


Claro que não bastam brilho nos olhos e faca nos dentes, e matar um ou mais leões por dia, para se atingir o sucesso. Mas, sem dúvida, entender a mente de pessoas que deram certo e aprender com seus erros e acertos pode ajudar sensivelmente.


Por isso, não dá para perder essa oportunidade de ver e ouvir esses três craques!


* My Way ( composição Claude François, Jacques Revaux, Gilles Thibaut e Paul Anka)


124 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page