top of page

Araquari no combate contra a dengue

O lixo em terrenos baldios é ambiente propício para propagação da dengue


A Secretaria Municipal de Saúde de Araquari confirmou duas mortes por dengue no município em 2023. A segunda vítima da doença, um homem de 67 anos e residente do bairro Itinga, apresentava comorbidades. Ele começou a manifestar os sintomas da doença no dia 11 de abril e faleceu sete dias depois, no dia 18, enquanto recebia tratamento num hospital de Joinville.

O caso estava em processo de investigação epidemiológica e foi confirmado após a análise de exames laboratoriais, relatórios clínicos, aspectos epidemiológicos e o atestado de óbito, seguindo as orientações do Ministério da Saúde.

A Prefeitura de Araquari tem intensificado suas ações de combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, por meio de mutirões e iniciativas de conscientização. A Secretaria de Saúde e a Vigilância Epidemiológica têm realizado vistorias em diversos imóveis, roçadas em terrenos e pontos estratégicos, com o objetivo de reduzir a reprodução do mosquito.

Além disso, armadilhas têm sido instaladas e larvicidas têm sido disseminados nas áreas com maior incidência de focos do mosquito. O secretário de saúde, Valmir Santiago Junior, ressaltou a importância da participação da população nesse esforço conjunto: "Estamos realizando uma verdadeira força-tarefa para diminuir a proliferação do mosquito da dengue em Araquari, mas é imprescindível que a população faça a sua parte."

A Secretaria Municipal de Saúde reforça a importância da adoção de medidas preventivas, como o descarte adequado de recipientes que possam acumular água, a limpeza regular de caixas d'água e a utilização de repelentes. Caso apresentem sintomas da dengue, como febre alta, dores musculares e articulares, dor de cabeça e manchas vermelhas pelo corpo, os moradores devem procurar imediatamente uma unidade de saúde para o devido atendimento.

Araquari segue em alerta e mantém suas ações de combate à dengue para evitar novos casos e preservar a saúde da população.


Cuidados para evitar a dengue


1. Atente-se aos vasos de plantas


Coloque areia até a borda dos pratinhos para evitar o acúmulo de água. Alternativamente, lave-os uma vez por semana com sabão e escova.


2. Livre-se de objetos que acumulam água


Dê o destino correto a latas, garrafas, potes, pneus e qualquer outro tipo de objeto que possa servir como criadouro, optando pela reciclagem sempre que possível.


3. Armazene garrafas da forma correta


Se você deseja guardar garrafas e outros objetos que podem acumular água, armazene-os tampados ou com a boca para baixo.


4. Evite a contaminação de calhas e caixas-d’água


As calhas devem ser mantidas desobstruídas e livres de folhas e galhos, enquanto a caixa-d’água deve estar sempre bem tampada.


5. Higienize recipientes que armazenam água


Tanques, barris e tonéis utilizados para guardar água da chuva, por exemplo, devem ficar tampados e ser higienizados semanalmente com escova e sabão. As piscinas devem ser tratadas com cloro.


6. Tenha cuidado com o lixo


Amarre bem as sacolas e deposite-as em lixeiras fora do alcance de animais. Não jogue lixo em terrenos baldios.


7. Utilize proteção individual


As medidas coletivas de proteção podem ser complementadas com cuidados como o uso de repelentes e inseticidas, a instalação de mosquiteiros e telas em portas e janelas e a preferência por roupas de mangas compridas.




113 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page