top of page

A Proclamação da República

15 de Novembro de 1889: O Fim da Monarquia e o Nascer da República no Brasil

Quadro de Benedito Calixto (1893)


Em 15 de novembro de 1889, as páginas da história brasileira foram viradas com a Proclamação da República, marcando o fim do longo reinado de Dom Pedro II e o início de uma nova era. Este momento foi impulsionado por uma série de eventos que moldaram o panorama político e social do país.


A ascensão dos militares como uma força influente após a Guerra do Paraguai gerou um descontentamento devido à sua exclusão política durante o reinado de Dom Pedro II. O Clube Militar no Rio de Janeiro tornou-se o local onde as discussões republicanas alimentavam as chamas de mudança.


A Guerra do Paraguai não apenas destacou a importância estratégica dos militares, mas também deixou clara a fragilidade da monarquia diante das crescentes demandas sociais. A liderança de Benjamim Constant, impulsionada por ideais positivistas, popularizou o movimento republicano, encontrando eco nas crescentes crises do Segundo Reinado.


A crise no reinado se deu por diversas razões, abrangendo questões militares, religiosas e, especialmente, a abolição da escravidão em 1888. Os militares, ansiosos por uma participação mais ativa na política, foram impedidos pelo uso do Poder Moderador por Dom Pedro II, intensificando a chamada "Questão Militar".


A relação entre o Império e a Igreja também azedou devido a medidas antimaçônicas, criando um racha entre Dom Pedro II e os líderes católicos. A abolição da escravidão, em 1888, sem pagamento de indenização, afastou os fazendeiros do monarca, aproximando-os do movimento republicano, conhecidos na época como os "republicanos de última hora".


O declínio da liderança de Dom Pedro II, agravado por sua saúde frágil e ausências frequentes, deixou o Segundo Reinado sem uma figura central. Nesse vácuo, o marechal Deodoro da Fonseca liderou um levante militar que resultou na Proclamação da República em 15 de novembro de 1889, efetivamente encerrando a era imperial e inaugurando uma nova fase na história do Brasil.


Após a instauração da República, a família real brasileira foi exilada na França, enquanto o país se preparava para os desafios e oportunidades que a nova forma de governo apresentava.



99 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page