top of page

A história do Papai Noel e a Coca-Cola


Neste anúncio as pessoas notaram que o "Bom Velhinho" estava sem aliança.


Se existe um ícone do Natal é o Papai Noel, personagem cativante e barbudo que se veste de vermelho e deixa presentes para as crianças. Circulam algumas lendas urbanas sobre o nascimento e a popularização da figura do "Bom Velhinho", assim como do papel da Coca‑Cola neste fato. Mas poucos conhecem a verdadeira história.


Podemos encontrar as primeiras aparições da personagem do Papai Noel em ilustrações de meados do século 19. No entanto, até os anos 30, sua imagem variava constantemente, dependendo do artista ou da ocasião em que era desenhado. Podia ser desde um pequeno elfo até um homem alto e magro, com todo o tipo de indumentárias como túnicas ou casacos de pele. Embora muitas pessoas acreditassem que o Papai Noel se vestia de vermelho para se relacionar com a Coca‑Cola, ele já tinha utilizado roupas dessa cor em inúmeras ocasiões.


O Papai Noel apareceu pela primeira vez num anúncio da Coca‑Cola em 1920, numa ilustração publicada no The Saturday Evening Post. Com uma aparência séria, o primeiro Papai Noel foi criado pelo ilustrador Thomas Nast. Durante alguns anos a Coca‑Cola utilizou, para as suas diferentes publicidades, desenhos dessa personagem desenvolvidos por outros ilustradores.


Porém, o Papai Noel como o conhecemos surgiu em 1931 pela mão do cartoonista Haddon Sundblom, a pedido da agência de publicidade da Coca‑Cola. O objetivo era criar uma personagem que tivesse a personificação do espírito de Natal e a felicidade da Coca‑Cola. Para isso, o ilustrador inspirou-se no poema “A Visit From St. Nicholas”, de Clement Clark Moore.


Baseando-se em São Nicolau, Sundblom criou uma personagem cativante, calorosa e amigável que rapidamente marcou o público e contribuiu para determinar a imagem definitiva do Papai Noel.


Cusiosidade


Os anúncios faziam tanto sucesso que as pessoas observavam cada detalhe. Houve um ano em que a Coca‑Cola recebeu cartas onde perguntavam o que tinha acontecido à Mamãe Noel.

Isso porque por um descuido, o Papai Noel apareceu num anúncio sem a aliança de casamento. Em outra ocasião, as pessoas repararam que o seu cinto estava com a fivela para trás: consequência de pintar e posar de frente para o espelho ao mesmo tempo.


Já se passaram mais de 100 anos desde que nasceu o primeiro Papai Noel da Coca‑Cola e, desde então, andaram sempre de mãos dadas no Natal.



Caravana da Coca-Cola passando por Joinville




135 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

コメント


bottom of page