top of page

A conta de luz vai ficar mais cara


Divulgação Mais uma despesa fixa vai aumentar em Santa Catarina. Não bastasse os alimentos e combustíveis que estão complicando o orçamento dos catarinenses, agora é a conta de energia elétrica que vai sofrer reajuste. A conta de luz deve ficar mais cara no estado a partir de 22 de agosto. A empresa Centrais Elétricas de Santa Catarinan (Celesc) informou que a Agencia Nacional de Energia Elétrica autorizou a revisão periódica, com um reajuste médio de 5,65% para o consumidor final. A tarifa paga pela população precisa cobrir os custos de geração, transmissão, distribuição, encargos setorias e impostos. De acordo com a Celesc, os ítems que mais impactaram para a composição da revisão foram os custos de aquisição de energia, os componentes financeiros e os encargos setoriais.

Consequências

O impacto imediato do aumento na conta de luz para o varejista é a diminuição da margem de lucro. Afinal, as despesas com energia elétrica tradicionalmente representam uma das maiores despesas operacionais do varejo. Esse impacto é sentido principalmente nos supermercados. Já que, além de utilizar de forma intensiva energia elétrica para iluminação e climatização, eles trabalham com produtos refrigerados que apresentam alto consumo de energia. Algumas associações do setor apontam que a energia elétrica já figura como a segunda maior despesa em algumas redes supermercadistas, somente atrás da folha de pagamento. O aumento das despesas operacionais acarretam em aumento no custo dos produtos vendidos, resultando em diminuição na margem de lucro. Diante disso, o varejista que aumentar os preços pode ter diminuição da competitividade e, portanto, da receita. A alternativa é diminuir os custos operacionais, o que, caso não seja realizado com cuidado, pode prejudicar a qualidade do serviço e por consequência também impactar a receita.

39 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentarios


bottom of page