top of page

Águas de Joinville recua sobre pagamento de gratificação aos diretores


Gratificação aos diretores da CAJ poderia superar os R$ 150 mil


Na tarde desta quinta-feira (2/6), durante a realização de reunião extraordinária, os integrantes do Conselho de Administração da Companhia Águas de Joinville (CAJ) decidiram recuar na criação de uma gratificação aplicada para a diretoria da empresa.

“Nós ouvimos a comunidade e também a equipe de funcionários da Companhia e entendemos que esta é a melhor decisão neste momento”, afirma Marcelo Hack, presidente do Conselho de Administração.


Em 17 de março, o Conselho de Administração da CAJ apresentou projeto para a criação de uma gratificação para os diretores da empresa. A gratificação estabelecida previa duas vezes o percentual do Programa de Participação nos Resultados (PPR).

A pedido do prefeito Adriano Silva, o Conselho de Administração realizou uma reunião que contou com aproximadamente 50 funcionários da CAJ para ouvir as demandas e as percepções sobre o atual momento da empresa.

“Seguimos comprometidos em continuar fazendo com que a Águas de Joinville preste serviços de excelência para os joinvilenses, melhorando a cobertura de esgoto, reduzindo as perdas de água e agilizando os reparos”, reforça Hack.


Na segunda-feira (6/6), a diretoria e integrantes do Conselho de Administração comparecerão na Câmara de Vereadores de Joinville para prestar os esclarecimentos solicitados pelos representantes do legislativo sobre o tema.


Programa de Participação nos Resultados


No ano de 2010, a Companhia Águas de Joinville (CAJ) implantou uma metodologia de reconhecimento e meritocracia para os funcionários por meio do Programa de Participação nos Resultados (PPR).

Desde então, este modelo vem passando por melhorias, visando garantir a eficiência econômica e técnica da empresa. Este ano foi aprovada uma nova estratégia de cálculo para o benefício, aplicada de forma igualitária para todos os funcionários e também para a diretoria da Companhia.

O novo modelo do PPR da Águas de Joinville está focado em seis indicadores, que refletem diretamente a qualidade do serviço prestado para a população, a sustentabilidade da empresa e o projeto de universalização do saneamento básico.

“Se a equipe da Companhia Águas de Joinville atingir as metas estabelecidas, a cidade como um todo vai ser beneficiada pela melhoria na prestação dos serviços”, explica Marcelo.

Desta forma, serão consideradas metas para a Receita Operacional Líquida (ROL), os custos e despesas, o cumprimento do plano de investimento, a redução no tempo de resposta, a queda do índice de perdas e o aumento do índice de cobertura de esgoto.

Caso as metas sejam atingidas em 70%, o pagamento do PPR será correspondente ao valor de meio salário. Com o aumento no cumprimento das metas, este valor será ampliado de maneira escalonada, até o pagamento de um salário, caso seja atingido 100% das metas.

Para estimular os funcionários a atender de forma ainda mais satisfatória a população, superando as metas estratégicas, foram estabelecidos dois patamares suplementares. Caso essas metas ultrapassarem os 100%, o pagamento poderá chegar até a dois salários, no máximo.

103 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Σχόλια


bottom of page